escrevendo

Uma dissertação é um texto que se caracteriza pela exposição de defesa de uma ideia que será analisada a partir de um ponto de vista. É importante lembrar que o texto dissertativo trabalha com argumentos, fatos e dados que são utilizados para reforçar e desenvolver sua ideia.

 

Porém, é importante evitar ao máximo aquele famoso “lenga lenga”. Muitos estudantes acabam escrevendo mais do que deveria como uma forma de expor todos os argumentos com aquele pensamento de que “algo tem que estar certo.” Esse é um erro fatal para quem quer passar em um concurso público.

Uma boa dissertação não deve ser floreada de argumentos ou perfumada com uma linguagem exagerada. A boa dissertação é clara, objetiva e sucinta. Para isso, deve tirar da cabeça que objetividade está relacionada ao tamanho do texto. Um texto pequeno nem sempre está objetivo, pois a objetividade está ligada à forma como o autor apresenta suas ideias.

O conhecimento do tema abordado é essencial para atingir essa qualidade. E como faz isso? É necessário ter uma boa bagagem cultural, além de conhecimentos sobre as regras gramaticais, pois com ela, a dissertação fica mais fácil. Não esqueça que ter um rico vocabulário também é exigido para utilizar os termos adequados, o que permite uma boa transmissão de ideias, sem ruídos.

 

O que mais é necessário para redigir com objetividade?

 

– Hierarquizar as ideias.

Colocá-las uma após outra de maneira lógica, de modo que haja coerência, nexo, harmonia entre as ideias.

 

– Dados

Escolher criteriosamente os dados que serão utilizados no texto. Nem tudo que foi exposto na proposta ou nem todas as informações que se tem sobre o assunto precisa ser relatada na produção. É preciso escolher as mais pertinentes para o ponto de vista que defenderá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *